Mostrando postagens com marcador Organico. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Organico. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 23 de julho de 2012

PB é o maior produtor de orgânicos na agricultura familiar do ... - PBAgora - A Paraíba o tempo todo

BY Agro Mecânica Tatuí IN No comments

PB é o maior produtor de orgânicos na agricultura familiar do ... - PBAgora - A Paraíba o tempo todo:

PBAgora - A Paraíba o tempo todo
PB é o maior produtor de orgânicos na agricultura familiar do ...
PBAgora - A Paraíba o tempo todo
Cerca de 450 famílias da Paraíba sobrevivem da agricultura familiar orgânica e dão ao Estado o primeiro lugar no ranking da região Nordeste nesse tipo de produção. De acordo com dados do Ministério da Agricultura (Mapa), a Paraíba é o Estado ...

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Cultivo de batata inglesa pode garantir boa lucratividade - Só Notícias

BY Agro Mecânica Tatuí IN No comments

Cultivo de batata inglesa pode garantir boa lucratividade - Só Notícias:

Cultivo de batata inglesa pode garantir boa lucratividade
Só Notícias
De acordo com o agrônomo, a Embrapa de Canoinhas, Santa Catarina, desenvolveu cinco variedades de batata para a produção orgânica que são bem adaptáveis para a região. Um ponto apresentado pelo agrônomo aponta para um período de desistência dos ...

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Paraíba é o maior produtos de orgânicos do Nordeste, diz Sebrae-PB - G1.com.br

BY Agro Mecânica Tatuí IN No comments

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Falta de higiene prolifera bactérias. E não a agricultura orgânica

BY Agro Mecânica Tatuí IN No comments

Pepino espanhol: E. colli encontrada em legume espanhol não é da mesma linhagem da bactéria letal. EFE/BERND WUESTNECK

Sobre os pepinos espanhóis que estariam supostamente contaminados com uma variante severa da bactéria Escherichia colli (que já provocou 15 mortes na Europa), o engenheiro agrônomo e fiscal federal do Ministério da Agricultura, Marcelo Laurino, coordenador da CPOrg-SP (Câmara Setorial de Agricultura Orgânica de São Paulo), explicou, hoje, durante reunião na Secretaria Estadual do Meio Ambiente, que está havendo uma grande confusão. “A bactéria não está presente nos legumes crus porque eles foram cultivados organicamente, como se tem noticiado, na tentativa, talvez, de confundir os consumidores e deixá-los com algum tipo de aversão aos vegetais orgânicos”, diz.
Segundo Laurino, esta bactéria pode ser encontrada tanto em produtos cultivados organicamente quanto nos cultivados de maneira convencional. “Os pesticidas utilizados na agricultura convencional não matam esta bactéria, que se multiplica sobretudo no pós-colheita, por causa de condições inadequadas de higiene na lavagem dos legumes, que depois serão consumidos crus”, diz. “Geralmente a contaminação por E. colli se dá pela água”, explica. “E isso pode ocorrer tanto no pós-colheita de produtos convencionais quanto orgânicos.”
Laurino destaca, ainda, que caso aconteça algum problema sanitário em produtos orgânicos, neste sistema de produção é possível rastrear todo o caminho que o legume fez, da semente até o consumidor. “A produção orgânica é obrigatoriamente rastreada, se não o produtor não consegue a certificação orgânica”, continua. “Há, portanto, maior facilidade em detectar o foco do problema, fazendo a rastreabilidade do produto.”
Se bem que, em notícia publicada há pouco no site do Estadão, aparentemente a variante da E. colli encontrada nos pepinos espanhóis não é a mesma que está provocando o surto letal.

http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/mundo/2011/06/03/interna_mundo,255222/empresario-envolvido-em-escandalo-com-ira-e-encontrado-morto.shtml

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

BY Agro Mecânica Tatuí IN No comments


Produtos com certificação. Organics Brasil tem os números da exportação. Foto de Leonardo Soares/AE
O mais recente levantamento feito entre 5 certificadoras que atuam no Brasil e aptas a credenciar produtos orgânicos para exportação dá conta que há 331.637,64 hectares certificados para produção (atividades agropastoris) e 6.560.001,75 hectares certificados para o extrativismo. Há um total de 7.721 produtores envolvidos na produção orgânica para exportação e um total de 5,2 milhões de toneladas de produtos.
A Organics Brasil, responsável pelo estudo, consultou as seguintes certificadoras: IBD, Ecocert, OIA, DCS e IMO. Embora parciais, já que reúnem apenas as cinco certificadoras que atuam no Brasil e são credenciadas para exportar produtos orgânicos, já se tratam de alguns números confiáveis num setor absolutamente carente deles.
Segundo o coordenador-executivo da Organics Brasil, Ming Liu, a Lei dos Orgânicos, que passou a vigorar em 1º de janeiro deste ano, é o principal passo para “arrumar a casa” e obter números confiáveis da produção orgânica brasileira, “já que toda a produção e certificação de produtos orgânicos terá de passar por certificadoras credenciadas e registradas no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o Mapa”, diz. A partir daí, poderão ser feitas estatísticas reais do setor de orgânicos no Brasil. Atualmente, apenas Ecocert, IBD e Tecpar já obtiveram credenciamento no Mapa para certificar orgânicos no Brasil, mas a expectativa é que ao longo do ano, quando a lei começar a “pegar”, outras certificadoras atuantes no mercado se credenciem.

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

AgroCIM - Adubo de lixo orgânico

BY Agro Mecânica Tatuí IN No comments

05/01/2011 - 12:54:22
Adubo de lixo orgânico
Embrapa e prefeitura de São Carlos ampliam processamento para 5 toneladas

Fonte: Terra da gente

O processamento do lixo orgânico em São Carlos (SP), feito em parceria com a Embrapa Instrumentação, através da empresa Aliança Orgânica, entra 2011 em nova etapa. Ao invés de se produzir entre 1 e 3 toneladas de resíduos orgânicos (processados semanalmente na Horta Municipal), a meta é subir para 5 toneladas/ dia.

E a razão para se chegar a esse nível está no novo processo de produção desenvolvido pela Aliança Orgânica e a Embrapa Instrumentação, que reduziu em 50% o tempo de compostagem do lixo orgânico e ajuda a aumentar o tempo de vida útil dos aterros sanitários.

O novo método garante a transformação do lixo orgânico em adubo num período entre 45 e 65 dias. No método tradicional, a compostagem acontece em, no mínimo, 90 dias. Além disso, o lixo é abrigado e tem acompanhamento sistemático.

Temos controle muito mais definido do processo, com os níveis adequados de umidade, nutrientes e PH, por exemplo", explica Márcio Pereira Borali, pesquisador e proprietário da Aliança Orgânica. "Com o novo método, tivemos redução de tempo e espaço, além de obter um produto padronizado, que não gera rejeito", destaca.

Diariamente cerca de 40 bares e restaurantes da cidade encaminham ao local entre uma a três toneladas de resíduos orgânicos ao local. Uma parte do fertilizante orgânico desse processo é utilizada na própria horta e a outra é reservada para o uso em praças cuidadas pela administração.