Mostrando postagens com marcador Esalq. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Esalq. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 31 de março de 2016

G1 - Esalq é classificada com a 26ª melhor universidade do mundo em 2 áreas - notícias em Piracicaba e Região

BY Agro Mecânica Tatuí IN No comments

Lista considerou áreas de Agricultura e Silvicultura do campus de Piracicaba.
Outros cinco setores da USP ficaram entre os 50 melhores do mundo.

Do G1 Piracicaba e Região
Esalq de Piracicaba vai receber 430 novos alunos a partir do dia 23 deste mês (Foto: Araripe Castilho/G1)USP de Piracicaba ficou entre as 30 melhores universidades do mundo  (Foto: Araripe Castilho/G1)
A Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), campus da Universidade de São Paulo (USP) em Piracicaba (SP), foi classificada como a 26ª melhor universidade do mundo nas áreas de Agricultura e Silvicultura em avaliação feita pelo QS World University Ranking by Subject.

O diretor da Esalq, professor Luiz Gustavo Nussio, disse que as posições só foram alcançadas por meio da contribuição da comunidade interna. "Vamos continuar a olhar para a frente, a fim de que a escola possa ocupar posições ainda mais destacadas", disse.

Outras cinco áreas colocaram a universidade entre as 50 melhores universidades do mundo: Odontologia (9º), Antropologia (34º), Engenharia de Minérios e Minas (36º) e Ciência Veterinária (38ª). O ranking foi divulgado na segunda-feira (21).
Publicado desde 2011 pela Quacquarelli Symonds, organização britânica de pesquisa em educação especializada em instituições de ensino superior, o ranking avaliou 4.226 universidades do mundo inteiro em 42 áreas de concentração, seis a mais do que na edição de ano passado.

A USP teve 38 áreas classificadas entre as 200 melhores. Em 25 ficou entre a 51ª e a 100ª posição e, em sete, ficou entre as 150 melhores. A instituição ainda se classificou entre as 250 melhores universidades do mundo em um setor. A Universidade de Harvard e o Massachusetts Institute of Technology (MIT) ocupam as primeiras posições e lideram, cada uma, em 12 áreas de concentração.


G1 - Esalq é classificada com a 26ª melhor universidade do mundo em 2 áreas - notícias em Piracicaba e Região

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Nupea realiza II SBBEAP na próxima semana

BY Agro Mecânica Tatuí IN No comments

Será realizado pela equipe do Núcleo de Pesquisa e Ambiência da Esalq/USP (NUPEA) a organização do II Simpósio Brasileiro de Bem-estar de Animais de Produção. O evento será realizado nos dias 01 e 02 de dezembro de 2012, em Piracicaba (SP), como marco do início das comemorações dos 20 anos de fundação do Núcleo.

O objetivo deste evento será reunir empresas, produtores e pesquisadores da área na tentativa de discutir os apectos praticos da adoção de boas práticas de bem-estar animal nas empresas e no campo.

A programação do evento pode ser conferida aqui

Mais informações: (19) 3447-8563

Nupea realiza II SBBEAP na próxima semana

terça-feira, 6 de novembro de 2012

Estudo mede impactos da política tarifária de fretes no agronegócio

BY Agro Mecânica Tatuí IN No comments

O Grupo de Pesquisa e Extensão em Logística Agroindustrial (ESALQ-LOG), da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (USP/ESALQ), realizou uma pesquisa com o propósito de criar um parecer técnico sobre a revisão da tarifa teto para o frete ferroviário, realizada em setembro pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), levando em conta a importância do meio de transporte para o valor final dos produtos agrícolas.

A tarifa teto é um instrumento jurídico presente no contrato de concessão entre a União e as concessionárias ferroviárias, limitando por malha e por produto o valor máximo a ser cobrado pelo serviço de transporte ferroviário. Contratualmente, a tarifa deve ter revisão a cada cinco anos, porém, essa é a primeira vez em que isso acontece, explica o documento do ESALQ-LOG, assinado pelos pesquisadores Priscilla Nunes, Samuel Neto, Thiago Pera e Vitor Vencovsky.

O estudo analisou as malhas pelos transportes dos cinco principais produtos do agronegócio: açúcar, álcool, soja, milho e fertilizantes. Foram utilizados como critério algumas rotas, dando importância para o volume de fluxo e, dessa forma, foi possível notar comportamentos distintos na revisão da tarifa teto tanto em relação aos produtos, quanto às malhas.

Setor sucroalcooleiro
No setor sucroalcooleiro, mais precisamente no estado de São Paulo, observa-se reajustes consideráveis, tanto para o açúcar, quanto para o álcool. Na rota que leva açúcar de Bauru (SP) até Santos, por exemplo, o aumento será de 84,75% no valor da tonelada escoada.

Esse fato é considerado satisfatório para os usuários, visto que, na tabela tarifaria antiga, os produtos eram tratados como demais produtos’, portanto, o valor do teto era demasiadamente alto.

O estudo destaca ser que os impactos podem ser significativos pela nova tarifa teto, visto que em médio prazo, os novos contratos podem ser balizados de acordo com essas novas taxas, aumentando assim o custo logístico destes produtos.

Grãos
Quanto ao setor de grãos, mais especificamente milho e soja, observou-se que o comportamento padrão das rotas analisadas foi a queda nas tarifas teto praticadas no estado do Paraná e aumento acentuado nas tarifas dos outros estados, em alguns casos mais do que dobrando de valor.

Na rota que leva milho de Maringá (PR) ao porto de Paranaguá (PR), a queda será de 9,6%, enquanto que o custo para o deslocamento de milho de Pederneiras (SP) até Santos (SP) sairá 122,09% maior.

No estado de São Paulo, este alto acréscimo na tarifa teto para ambos os produtos se explica pelo fato de não constarem na atual tabela tarifária, se enquadrando na classe dos demais produtos.

De acordo com o parecer do ESALQ-LOG, é possível verificar que, para o estado do Paraná, ocorreram importantes avanços na nova tarifa teto, aproximando-a dos fretes efetivamente praticados no mercado. Entretanto, tal redução ainda não foi suficiente para melhorar a competitividade logística da ferrovia, que continua sendo superior que o modal rodoviário direto.

É válido lembrar que as tendências tarifárias do frete para o modal rodoviário são de crescimento, principalmente em função da nova lei dos motoristas, o que pode melhorar tal competitividade no médio prazo, significando aumento dos custos logísticos de transporte como um todo.

Fonte: Transporta Brasil

Estudo mede impactos da política tarifária de fretes no agronegócio

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Curso na Esalq ensina técnicas para criação de peixes | Notícias | Portal do Governo do Estado de São Paulo

BY Agro Mecânica Tatuí IN No comments

Encontro é dirigido a produtores rurais, profissionais do setor e estudantes de ciências agronômicas

A Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), de Piracicaba, realiza neste sábado, 6, o curso Introdução à Piscicultura em Viveiros Escavados e Tanques-redes. O encontro é dirigido a produtores rurais, profissionais do setor e estudantes de ciências agronômicas. A inscrição é gratuita e pode ser feita pela internet, no site da Esalq.


A piscicultura é alternativa para pequenos produtores rurais da região. O manejo exige técnicas simples e custos acessíveis. Os participantes assistirão à palestra sobre aspectos gerais e regulamentação da atividade e terão aulas práticas sobre criação de peixes em viveiros escavados e em tanques-redes. O evento tem patrocínio da Secretaria de Agricultura e Abastecimento e entidades privadas.


SERVIÇO
Curso sobre criação de peixes
6/10
Casa do Produtor Rural de Piracicaba (Av. Pádua Dias, 11, Bairro São Dimas, Piracicaba)
(19) 3429-4178


Do Portal do Governo do Estado




Curso na Esalq ensina técnicas para criação de peixes | Notícias | Portal do Governo do Estado de São Paulo

Atividade integra a programação da 55ª Semana Luiz de Queiroz

BY Agro Mecânica Tatuí IN No comments

Sexta-feira, 05 de Outubro de 2012, 14:06:21
Eventos e Cursos

Para congregar engenheiros agrônomos, acadêmicos de agronomia e agricultores, estabelecer maior intercâmbio técnico e científico e debater problemas relacionados ao setor, a Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" (USP/ESALQ) realiza, anualmente, a Semana Luiz de Queiroz. Nesta 55ª edição, foi planejado pela ESALQ e pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo (SAA), a realização de atividade em formato de feira de demonstrações técnicas e painéis de discussão sobre temas da atualidade que interferem em segmentos do sistema agroindustrial, envolvendo produtores, profissionais e estudantes.

Dessa forma, nos dias 10 e 11 de outubro, para reverenciar a memória de Luiz Vicente de Souza Queiroz, comemorar os 120 anos da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo (SAA), os 111 anos da ESALQ, os 55 anos da Semana Luiz de Queiroz e o Ano das Cooperativas-ONU/2012, será realizado o Fórum Luiz de Queiroz - Integrar para mudar. O evento tem como objetivo resgatar e avivar o significado dessa Semana que foi instituída pela Lei nº 3837, de 11/04/1957, e regulamentada pelo Decreto nº 33.467, de 22/08/1958, recebendo nova regulamentação conforme Decreto nº 7.831, de 23/04/1976, para conjuntamente comemorar a Semana do Agricultor, instituída pela Lei nº 2244, de 11/08/1953.

A iniciativa partiu do Programa de Educação Tutorial (PET) em Biotecnologia Agrícola da ESALQ, coordenado pelo professor Flavio César Almeida Tavares, do Departamento de Genética (LGN). A proposta foi apresentada ao diretor da ESALQ, José Vicente Caixeta Filho, que sinalizou positivamente por acreditar numa participação mais ativa de estudantes de graduação durante a Semana Luiz de Queiroz.

Tavares afirma que há uma preocupação constante dentro do programa de tutoria de se defender melhorias para graduação. Como coordenador do PET Biotecnologia, o ano passado, procurou espaços para divulgar melhor a importância de se ter uma graduação com visão generalista e que pudesse situar o estudante dentro do contexto da realidade. "Por conta disso, imaginou-se fazer um evento durante a Semana Luiz de Queiroz para atrair os estudantes de graduação que até então tem se ressentido da falta de alguma atividade específica durante o evento".

O coordenador lembra, ainda, que em reunião com a Secretária de Agricultura e Abastecimento, Mônica Bergamaschi, em 2011, foi sugerido por ela, ampliar uma programação inicial do Fórum para também abrigar agricultores. "Como verificamos que o histórico da Semana Luiz de Queiroz já contemplava essa atividade junto aos agricultores, a programação foi expandida de modo que temos hoje uma programação estruturada em 3 painéis de discussão que foram desdobrados para atender vários ângulos da questão agrária e agrícola do Brasil", conclui Tavares.

Para o diretor da ESALQ, José Vicente Caixeta Filho, a Semana Luiz de Queiroz sempre foi uma referência importante para a Escola e, durante esses anos, tem prevalecido o congraçamento entre profissionais, principalmente ex-alunos. "A ideia agora é agregar, a esse clima, informações e experiências de natureza técnica, preferencialmente inovadoras. Assim, todos terão a oportunidade de acessar representações de instituições das mais diversas que irão compartilhar as últimas novidades técnicas relacionadas, principalmente, às ciências agrárias".
Fonte: Esalq




Atividade integra a programação da 55ª Semana Luiz de Queiroz

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Projeto da esalq ganha prêmio do setor de máquinas agrícolas • Salario Minimo

BY Agro Mecânica Tatuí IN No comments

Caio Albuquerque / Assessoria de Comunicação da Esalq

Empresas e pesquisadores do setor de máquinas e equipamentos agrícolas foram reconhecidos na 30ª edição do Prêmio Gerdau Melhores da Terra, que ocorreu em 29 de agosto em Sapucaia do Sul (RS). Entre os laureados estava o trabalho Sistema Microprocessado para Aquisição e Armazenamento de Dados, de Antonio Pires de Camargo, engenheiro agrônomo do Departamento de Engenharia de Biossistemas (LEB) da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP. O equipamento é parte do doutorado do agrônomo, defendido recentemente no programa de pós-graduação em Irrigação e Drenagem da Esalq, sob orientação do professor Tarlei Arriel Botrel, do LEB.

O trabalho foi o vencedor na categoria Pesquisa e Desenvolvimento, nível estudante. Desenvolvido com apoio do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Engenharia da Irrigação (INCT-EI), contou com a participação dos pesquisadores Ezequiel Saretta, Marinaldo Ferreira Pinto, Alexsandro Cláudio dos Santos Almeida. Na prática, foi desenvolvido um sistema para aquisição e armazenamento de dados de baixo custo para uso em pesquisas em Engenharia Agrícola.

O produto é caracterizado por dois ou mais módulos microprocessados, em que um deles é responsável pelo armazenamento e apresentação de dados para o usuário (módulo de armazenamento) e os outros pela aquisição de dados (módulo de aquisição). Cada módulo de aquisição dispõe de ADC com 12 bits de resolução e pode ser utilizado para a aquisição de dados de até 32 sensores, cujo sinal de saída varia de 0 a 5V. O módulo de aquisição opera respondendo a solicitações enviadas pelo módulo de armazenamento através de sinais TTL, sendo que os dados são armazenados em cartão de memória. O sistema proposto permite que um ou vários módulos de aquisição possam ser interligados a um único módulo de armazenamento, a fim de que seja possível efetuar a aquisição de dados de uma quantidade maior de sensores.

Segundo Antonio Pires, atualmente na agricultura muitos pesquisadores têm utilizado algum sistema eletrônico para aquisição de dados em suas pesquisas para monitorar processos. Estes equipamentos, conhecidos como dataloggers, requerem treinamento para uso, mão-de-obra especializada para manutenção e apresentam elevado custo. O custo torna-se ainda maior quando há um elevado número de sensores e alta frequência de aquisição, podendo inviabilizar o desenvolvimento de pesquisas. Além disso, esses tipos de sistema precisam apresentar robustez e flexibilidade no desempenho de suas atividades, que mesmo tendo características genéricas, possam habilmente ser direcionado às necessidades do usuário.

De acordo com o estudo desenvolvido no LEB, sabendo-se que existe uma diversidade muito grande de sensores/transdutores, que operam de acordo com diferentes princípios, torna-se muito difícil reunir, em um único módulo, dispositivos eletrônicos que permitam a aquisição de dados proveniente de qualquer sensor. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi desenvolver um sistema de aquisição e armazenamento de dados com bom desempenho, robustez e baixo custo, comentou Antonio Pires, reforçando que este sistema mostrou-se eficiente tanto na aquisição, quanto no armazenamento dos dados, permitindo conectar 32 sensores no módulo de aquisição.

Mais informações: site www.esalq.usp.br

Projeto da esalq ganha prêmio do setor de máquinas agrícolas • Salario Minimo

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Soja: mesmo com preço recorde, demanda se mantém firme

BY Agro Mecânica Tatuí IN No comments


No Brasil, segundo pesquisadores do Cepea, os baixos estoques e registros de exportações dão o tom altista. Nos Estados Unidos, o pico de entressafra, a redução esperada na colheita e também o bom ritmo de exportação seguem elevando as cotações para níveis recordes.

No mercado brasileiro, entre 24 e 31 de agosto, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa (produto transferido para armazéns do porto de Paranaguá) em moeda nacional subiu 1,46%, fechando a R$ 91,21/saca de 60 kg na quinta-feira. Ao ser convertido para dólar (moeda prevista nos contratos futuros da BM&FBovespa), o Indicador ESALQ/BM&FBovespa fechou a US$ 44,93/sc de 60 kg, com alta de 1,15% no mesmo período. Já a média ponderada das regiões paranaenses, refletida no Indicador CEPEA/ESALQ, finalizou a R$ 85,32/sc de 60 kg na sexta-feira, aumento de 2,4% em sete dias.

Fonte: Portal do Agronegócio

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Estudo da esalq aponta que biocombustível avança, mas ainda depende de incentivos • Salario Minimo

BY Agro Mecânica Tatuí IN No comments

Ana Carolina Miotto / Assessoria de Comunicação da Esalq

Pesquisa da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP, em Piracicaba, mostra os efeitos das políticas de incentivo a produção de biocombustíveis no Brasil e em países da Europa. O trabalho do economista Leandro Menegon Corder aponta que entre os europeus, as metas de implantação gradativa têm garantido o avanço do biocombustível. No Brasil, sete anos após o início do Programa Nacional de Produção e Uso de Biodiesel (PNPB) em 2005, são precisos ajustes ambientais e no funcionamento das usinas, além do desenvolvimento de combustíveis mais avançados. Em ambos os casos, porém, os incentivos governamentais ainda são indispensáveis para manter a competitividade da produção.


Estudo da esalq aponta que biocombustível avança, mas ainda depende de incentivos • 

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Esalq seleciona professores para novo curso em administração

BY Agro Mecânica Tatuí IN No comments

A Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), da Universidade de São Paulo (USP), está com inscrições abertas até 30 de agosto para concursos públicos para seleção de seis professores doutores para o novo curso de graduação em Administração oferecido pela instituição.
As vagas são para as áreas de “Ciências humanas aplicadas à administração”, “Administração e finanças”, “Direito aplicado à administração”, “Administração geral e recursos humanos”, “Tecnologia e sistemas de administração com foco em informação” e “Administração e marketing”.

Continue lendo...

Esalq seleciona professores para novo curso em administração

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Esalq de Piracicaba recebe ciclo de palestras sobre empreendedorismo

BY Agro Mecânica Tatuí IN No comments

A Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) da USP, em Piracicaba, recebe nos dias 13 e 14 de agosto o primeiro Ciclo de Palestras Empreendedorismo, com tema "Descobrindo o caminho do sucesso".

O objetivo é expor informações, métodos e experiências reais que contribuam para o planejamento e para tomadas de decisões. Além de transmitir conhecimento, o evento procura instigar a reflexão e a busca pelo pensamento crítico,

Continue lendo...

Esalq de Piracicaba recebe ciclo de palestras sobre empreendedorismo

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Seminário discute a conservação da água

BY Agro Mecânica Tatuí IN No comments

Evento nesta segunda e terça-feira na Esalq destaca a gestão dos recursos hídricos

Acontece nesta segunda e terça o II Seminário Água: Desafios para Conservação, no anfiteatro do pavilhão de Engenharia da Esalq. O seminário busca difundir conhecimentos relacionados ao tema Recursos Hídricos, e promover, desse modo, discussões sobre diferentes perspectivas para sua gestão, incentivando os participantes a melhor conhecer e se relacionar com a realidade dos principais problemas e desafios que cercam a questão da água no Brasil.

O seminário promove a troca de experiências entre estudantes e profissionais de diferentes setores relacionados à água, contribuindo para ampliar a formação do estudante que participa do evento e aatualização acerca do tema entre os profissionais da área. A primeira palestra do evento, às 8h30 desta segunda, aborda o tema Conservação da Água: Desafios para o Século e será ministrada pelo ex-prefeito de Piracicaba e secretário-executivo do Ministério de Meio Ambiente, José Machado.

A realização do evento é do Gepura (Grupo de Estudos de Práticas para o Uso Racional da Água), com apoio do Cena (Centro de Energia Nuclear da Agricultura) e da Esalq . Mais informações e a programação completa podem ser obtidas pelo e-mail: gepura@gmail.com. Telefone 3429-4071 e site:www.gepura.com.br(FR)

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Cientistas se reúnem para avaliar impactos da nova proposta de Código Florestal

BY Agro Mecânica Tatuí IN No comments

Eles afirmam que, se a proposta for aprovada, o Brasil vai ter dificuldades para cumprir os compromissos de redução de emissões assumidos na ruinião do Clima.
Karina Ninni - estadao.com.br

Cientistas de diversas áreas se reúnem nesta terça na Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) para avaliar os impactos que as alterações propostas no Código Florestal Brasileiro terão sobre a Mata Atlântica e o Cerrado, bem como sobre os vertebrados e invertebradas que habitam esses biomas e sobre os serviços ambientais prestados por eles.
Marina diz que agronegócio deve aumentar produtividade

"O fato é que Uma boa parte da comunidade científica não foi chamada a opinar sobre as mudanças. E nossa contribuição passa ao largo de posições ideológicas e políticas: é uma contribuição científica. Os impactos das modificações propostas são muito amplos, pois a nova redação abre flancos para a degradação", diz Thomas Lewinsohn, professor de Ecologia da Unicamp.
Um dos objetivos dos cientistas com o evento é auxiliar a Academia Brasileira de Ciências (ABC) e a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) no posicionamento sobre as mudanças no Código Florestal.

Science

Parte do time de cientistas brasileiros reunidos na Fapesp publicou na revista Science veiculada no último dia 16 de julho uma carta sobre as alterações no Cófdigo Florestal brasileiro. O documento - um alerta à comunidade científica internacional - foi divulgado na seção Policy Forum.
No texto, o grupo alerta para os riscos da proposta de reforma da lei, aprovada pela Comissão Especial da Câmara dos Deputados no início de julho. Na opinião dos signatários, se for aprovada da forma como foi apresentada, a matéria representará um “revés ambiental” de grandes proporções para o País.
"Temos escrito cartas e artigos desde junho, quando se começou a divulgar o perfil desta proposta de alteração. Um dos problemas das mudanças propostas no texto relatado pelo Aldo Rebelo é que, ao invés de contribuir para a redução das emissões, elas irão aumentá-las. Isso vai dificultar o cumprimento dos compromissos que o País assumiu na Conferência do Clima, em novembro passado", opina Lewinsohn.
Os cientistas também questionam a redução de exigências de manutenção de Reserva Legal e a possibilidade, aberta pela nova redação, do proprietário poder descontar as Áreas de Proteção Permanente das Reservas Legais.
"O argumento que embasa estas mudanças é o de que a manutenção de florestas está reduzindo a área para a agricultura e estrangulando o setor. Mas pesquisas da Esalq - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz - dizem que o setor poderia sair desta situação se melhorasse a eficiência produtiva e aproveitasse as áreas degradadas", resume Lewinsohn.
http://www.estadao.com.br/




sábado, 31 de julho de 2010

Agricultura de precisão será detalhada pela Esalq em Sorriso e Tangará da Serra

BY Agro Mecânica Tatuí IN No comments

Os agricultores de Sorriso e Tangará da Serra vão conhecer as vantagens da agricultura de precisão. Serão focados temas como sistemas de posicionamento de satélites, mapeamento da produtividade das culturas, sistema de informação geográfica para AP e aplicação localizada de insumos. Esta área é encarada, hoje, como necessidade do profissional para poder interagir e obter melhores resultados.

O curso é ministrado pela ESALQ/USP que tem se destacado na pesquisa, ensino e extensão nessa área e esse curso é mais uma das ações que visam difundir o tema, tratando-o de uma forma técnica e abrangente.
Em Tangará da Serra, será nos dias 11 e 12 de agosto no auditório do Sindicato Rural. Em Sorriso foi marcado para os dias 13 e 14 de agosto, também na sede do sindicato.
Autor: Só Notícias/Agronotícias