Contact Us

Nome

E-mail *

Mensagem *

terça-feira, 18 de abril de 2017

Especialista em intoxicação alimentar revela quais alimentos não consome - Mega Curioso

BY Agro Mecânica Tatuí IN No comments




Você não precisa fazer muito esforço para listar uma série
de programas culinários, sejam eles de receitas, competição ou sobre
alimentação saudável. Mesmo que estejamos cada vez mais abertos a
experimentar novas receitas e a dar uma chance a ingredientes e preparos
nunca antes imaginados, não sabemos ainda muita coisa sobre alimentos
que, por algum motivo, podem nos fazer mal.


O IFL Science
falou com o advogado Bill Marler, que há mais de 20 anos trabalha com
questões alimentares e atende pessoas que ficaram doentes depois de
comer alguns determinados alimentos. Com tantos anos de carreira, Marler
elegeu alguns itens que estão simplesmente fora do seu leque de
escolhas alimentares e explicou seus motivos para isso. Confira a
seguir:


1 – Ostras cruas




Pois é – má notícia para quem gosta de frutos do mar. De
acordo com Marler, os últimos cinco anos foram recheados de casos de
pessoas que ficaram realmente doentes depois de consumir esse alimento
e, de acordo com ele, a culpa disso está no aquecimento global, que
aumentou a temperatura das águas da Terra. Essa variação é ideal para a
proliferação de microrganismos que acabam contaminando as ostras.


2 – Frutas e verduras que são vendidos já lavados e cortados




Marler é categórico nessa questão e diz evitar esses
alimentos como evitaria uma praga. Ele explica que, apesar de parecerem
mais práticos e convenientes, alimentos previamente cortados e lavados
são manuseados por outras pessoas e ficam expostos a todo tipo de
contaminação. Para ele, não vale a pena o risco.


3 – Brotos crus




As últimas duas décadas foram recheadas de casos sobre
bactérias presentes nesses tipos de alimentos, principalmente salmonela e
E. coli. Marler diz que simplesmente não consegue comer esses produtos, especialmente se estiverem crus.


4 – Carne mal passada




Essa vai deixar muitas pessoas  – entre elas, muitos chefs
de cozinha – tristes, mas a verdade é que, de acordo com Marler, a carne
precisa ser cozida a 160 ºC para que salmonela e E. coli sejam
mortos e não façam mal a quem está comendo. Infelizmente para alguns,
isso significa não consumir carne que esteja muito vermelha.


5 – Ovos com a gema crua




É, galera, esse advogado veio mesmo para causar polêmica. Se
você é do tipo que gosta daquele ovo frito com a gema crua, pode
separar o lencinho e ir chorar no canto da cozinha. Infelizmente, quando
comemos o ovo dessa forma, ou de qualquer outra maneira em que ele não
esteja totalmente cozido, aumentamos signif

icativamente as chances de ficar com alguma intoxicação alimentar.


6 – Sucos e leites não pasteurizados




É verdade que muitas linhas de estudo nutricional defendem a
ideia de que a pasteurização do leite e de alguns tipos de suco é um
processo capaz de reduzir o valor nutricional desses produtos. No
entanto, Marler afirma que o que faz mal mesmo é consumir esses itens em
seu estado natural, já que o risco da proliferação de bactérias, vírus e
parasitas é bem maior nesses casos. Para ele, não há qualquer benefício
que faça o risco do consumo desses produtos valer a pena.


***

Sempre bom lembrar, nesses casos, que a relação acima foi
feita por uma pessoa que trabalha com o ramo e que, por causa disso, tem
suas preferências e exigências alimentares. Você tem todo o direito de
concordar ou não com elas – aliás, se você se preocupa com a qualidade
dos alimentos que come, o ideal é buscar suporte de um especialista em
nutrição, sempre.


***



Especialista em intoxicação alimentar revela quais alimentos não consome - Mega Curioso

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário